• -10%
  • -10%
INISTOLIN PEDIATRICO TOS Y...

INISTOLIN PEDIATRICO TOS Y CONGESTIONAMENTO 2 mg/ml + 6 mg/ml JARABE 1 FRASCO 120 ml

974121
6,53 € 7,25 € -10%
Com IVA

AÇÃO E MECANISMO

- Combinação de um [ANTITUSIVO] central e um [NASO/FARINGEO DECONGESTANT], devido à vasoconstrição que produz.



AVISOS ESPECIAIS

- Recomenda-se monitorar o paciente em busca de sinais de abuso.- A associação com o IMAO deve ser evitada, deixando pelo menos 14 dias de descanso entre a administração de ambos os medicamentos.- Recomenda-se monitorar periodicamente a pressão arterial em pacientes hipertensos.


CONSELHO PARA O PACIENTE

- Recomenda-se não exceder as doses diárias recomendadas.

- Pode causar sonolência, por isso recomenda-se ter cuidado ao dirigir, e não combiná-lo com drogas ou outras substâncias sedativas, como o álcool.

- O médico ou farmacêutico deve ser notificado se o paciente tem diabetes, doença cardíaca, hipertensão ou glaucoma, bem como se está sendo tratado com qualquer outra droga.

- O médico deve ser notificado se o paciente está sendo tratado com antidepressivos.

- O médico deve ser notificado de qualquer alteração no comportamento ou humor do paciente.

- O tratamento deve ser interrompido e o médico deve ser utilizado se ocorrer nervosismo, dor de cabeça grave, tontura ou insônia, se os sintomas persistirem por mais de sete dias ou se ocorrer febre alta.

- É aconselhável beber muita água durante o tratamento.



CONTRA-INDICAÇÕES

- Hipersensibilidade a qualquer componente do medicamento ou [ALERGIA OPIOIDE].

- Doença cardíaca grave ou diabetes mellitus descontrolada.

- Pacientes em tratamentos com antidepressivos IMAO dentro de 14 dias antes de iniciar a pseudoefedrina.



DOPAGEM

Pseudoefedrina é uma substância proibida durante a competição.

É proibido quando a administração resulta em uma concentração na urina superior a 150 mcg/ml.

A detecção em uma amostra durante a competição de qualquer quantidade de pseudoefedrina em combinação com um agente diurético ou mascarado deve ser considerada um resultado analítico adverso, a menos que o atleta tenha obtido uma autorização de uso terapêutico aprovado (AUT) para efedrina, além da concedida para o agente diurético ou mascarado.

É considerada uma "substância específica" e, portanto, uma violação da regra em que essa substância está envolvida pode resultar em uma redução da sanção, desde que o atleta possa demonstrar que o uso da substância específica em questão não teve a intenção de aumentar seu desempenho atlético.



EFEITOS NA CONDUÇÃO

Este medicamento pode resultar em sedação leve em certos pacientes, afetando substancialmente a capacidade de dirigir e/ou operar máquinas. Os pacientes devem evitar o manuseio de máquinas perigosas, incluindo automóveis, até que estejam razoavelmente certos de que o tratamento medicamentoso não os afeta negativamente.


GRAVIDEZ

Estudos humanos adequados e controlados well han não foram realizados, por isso o uso deste medicamento só é aceito em caso de ausência de alternativas terapêuticas mais seguras.


TRAJETO

Tratamento sintomático das formas de [TOS SECO] (tosse irritante, tosse nervosa) acompanhado de [NASAL DE CONGESTÃO] associado ao [RESFRIADO COMUM] e [GRIPE], para uso em crianças de 7 a 12 anos de idade.


INTERAÇÕES

Álcool, álcool. Pode aumentar o aparecimento de efeitos colaterais. Algumas antiarthítmicas podem aumentar a toxicidade do dextrometorphan inibindo o metabolismo.- Antidepressivos tricíclicos. Um aumento dos efeitos estimulantes cardíacos, com hipertensão e taquicardia, podem ocorrer antihipertensivos (beta-bloqueadores, diuréticos, guanetidina). Pseudoefedrina poderia antagonizar efeitos antihipertensivos, e até mesmo levar a convulsões hipertensivas quando combinadas com beta-bloqueadores. Recomenda-se monitorar a pressão arterial. O risco de arritmias cardíacas pode ser aumentado.- Estimulantes nervosos (anfetaminas, cocaína, xantinas). A estimulação nervosa pode ser melhorada, resultando em intensa excitabilidade. A obstrução pulmonar pode ocorrer quando o reflexo da tosse é inibido.- Hormônios da tireoide. Pode ocorrer um efeito estimulante cardíaco aprimorado, com hipertensão e taquicardia, IMAO. IMAO pode levar a imagens graves e potencialmente fatais quando combinado com pseudoefedrina (crise hipertensiva) ou dextrometorphane (excitação, hipertensão). Recomenda-se não administrar produtos com pseudoefedrina ou dextrometorphane até pelo menos 14 dias após o tratamento com o antidepressivo.- SSRS (fluoxetina, paroxetina). A toxicidade do dextrometorphane pode ser aumentada devido à inibição de seu metabolismo por essas drogas. Convulsões hipertensivas podem ocorrer após administração conjunta com pseudoefedrina.- Nitratos. Pseudoefedrina poderia antagonizar os efeitos antianginosos dos nitratos. Pode ocorrer um efeito colateral aprimorado.


ENFERMAGEM

Pseudoefedrina é excretada com leite humano, mas não se sabe se o dextrometorphane o faz. Os bebês podem ser especialmente sensíveis aos efeitos adversos desses medicamentos, por isso é recomendável interromper a lactação ou evitar a administração deste medicamento.


CRIANÇAS

Este medicamento é contraindicado em crianças menores de 7 anos de idade.


REGRAS PARA A ADMINISTRAÇÃO ADEQUADA

Beba nas refeições. Lave a colher de chá após cada tiro.

Recomenda-se beber uma grande quantidade de água durante o tratamento.

Se uma dose é dada à noite, recomenda-se fazê-lo várias horas antes de dormir, para minimizar a possibilidade de insônia.



DOSAGEM

Crianças, oral:

* Crianças de 7 a 12 anos (peso aproximado entre 21,5 kg e 43 kg): 5 ml/8 horas.
* Crianças menores de 7 anos: Uso contraindicado.



PRECAUÇÕES

- [INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA]. Pode ocorrer um acúmulo do dextrometorphane.

- Pacientes com [DIABETES], [GLAUCOMA], [INSUFICIÊNCIA CORONARIANA], [CARDIOPATIA ISQUEMÁTICA], [HIPERTENSÃO ARTERIAL], [HIPERTIREOIDISMO], [FEOCROMOCITOMA] OU [HIPERPLASIA PROSTÁTICA]. Pseudoefedrina pode agravar sintomas. Em casos graves, pode ser aconselhável evitar a administração.

- Tosse persistente, ou em caso de tosse associada ao tabagismo, [ENFISEMA PULMONAR], [ASMA], ou no caso de [TOS PRODUTIVO]. A inibição do reflexo da tosse pode causar obstrução pulmonar. Uma semana de tratamento sem prescrição não deve ser excedida.

- Dependência. O dextrometorphane às vezes resultou em dependência quadrimestra, por isso é recomendado monitorar o paciente.



PRECAUÇÕES RELACIONADAS COM EXCIPIENTES

- Este medicamento contém vermelho cochonial como um excipiente. Pode causar reações alérgicas, incluindo [ASMA], especialmente em pacientes com [ALERGIA SALICILATOS].



REAÇÕES ADVERSAS

Os componentes deste medicamento geralmente não resultam em reações adversas significativas. han descrito:- Digestivos. [NÁUSEAS] e [VOMITOS].- Neurológico/psicológico. [NERVIOSISMO], [TONTURA], [VERTIGO], [EXCITABILIDADE], [INSÔNIA], [CEFALEA], [SOMNOLENCIA].- CARDIOVASCULAR. [ARRITMIA CARDÍACA], com [TAQUICARDIA] e [PALPITAÇÕES], especialmente em altas doses ou em pacientes predispostos. [HIPERTENSÃO ARTERIAL] também pode ocorrer.- Alérgica/dermatológica. Casos han [REAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE] com [URTICÁRIA] e [ERUPÇÕES CUTÂNEAS] foram relatadoS.


REAÇÕES ADVERSAS RELACIONADAS AOS EXCIPIENTES

- Conter parahidroxibenzoato de metila pode causar [REAÇÕES HIPERSENSITIVIDADE] (possivelmente atrasadas).



OVERDOSE

Sintomas: A overdose às vezes pode levar a sintomas gastrointestinais inespecíficos, como náuseas e vômitos. Arritmias cardíacas, pressão alta e sintomas de excitabilidade também podem ocorrer, com irritabilidade, insônia e nervosismo. Casos de han nations de halluci foram notificados em crianças. Tratamento: Recomenda-se instituir as medidas habituais de desintoxicação, com emese, lavage gástrico e administração de carvão ativo, se han poucas horas após a overdose. A remoção da diurese forçada pode ser incentivada pela acidificação da urina, embora não seja recomendada em casos graves. Em seguida, o paciente será monitorado e o tratamento sintomático instituído. Em caso de convulsões, benzodiazepínicos podem ser administrados por via intravenosa ou retificada, dependendo da idade. Se ocorrer depressão respiratória, a naloxona será administrada. Se necessário, a respiração assistida será instituída.

Drogas
crianças
tratamento
Tosse

Também poderá gostar

  • Expedições para Espanha e Portugal Continental.
  • Frete expresso e entrega em 2-3 dias.
  • Retire na loja imediatamente.
  • Portes grátis, a partir de 30 euros.
  • Recolha gratuita na loja.
  • Milhares de ofertas e códigos de cupom.
  • Site criptografado e pagamento seguro.
  • Garantias de cancelamento, troca, devolução ...
  • Preços muito competitivos.
  • Atendimento ao cliente profissional.
  • Tudo em farmácia e parafarmácia.
  • Garantia da farmácia, sem contrafacções ou produtos de má qualidade.
Producto añadido a la Lista de Deseos
Producto añadido a Comparar

Este website utiliza cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de utilizador. Se continuar a navegar, está a dar o seu consentimento à aceitação dos referidos cookies, e à aceitação da nossa política de cookies.